Blockchain: A chave para a Transformação Digital?

Blockchain. Será este mais um buzzword do mercado? Ou mesmo, apenas mais uma nova onda impulsionada por grandes empresas e corporações, interessadas em vender novos produtos ou serviços? Se eu fosse você, não apostaria nisso.

Para quem trabalha como eu há alguns anos na área de Tecnologia da Informação (TI), e gosta de novidades, sabe que há poucas coisas tão motivadoras quanto o surgimento de novas tecnologias que causam grande impacto e transformação na vida de pessoas, empresas, governos e organizações em geral. Em tempos de transformação, ou melhor disruptura digital, o mercado busca por novas tecnologias capazes de quebrar paradigmas, agilizar e permitir novas interações e, acima de tudo, estabelecer e expandir novos ecossistemas. E o Blockchain, sem dúvida, é uma delas.

E por que ela veio para ficar? Primeiro pelo grande potencial disruptivo que esta tecnologia oferece. Como eu já falei no meu recente Post: Seven steps for your business to become digital, novos modelos de negócios estão surgindo com extrema velocidade, permitindo que as empresas se tornem essencialmente digitais. Neste contexto, quem sai na frente são as organizações que conseguem quebrar paradigmas e criar modelos de negócios únicos, também chamados de disruptivos. A tecnologia do Blockchain, que é a mesma que está por trás do Bitcoin, ou criptomoedas, irá provocar transformações profundas, na medida em que permitirá o lançamento de uma nova geração de aplicações, baseadas no compartilhamento seguro e confiável de ativos, moedas ou mesmo de simples informação. A nova economia colaborativa pede novos sistemas e integrações de dados baseados em confiança, agilidade e, acima de tudo, transparência. Com ela, as interações e trocas são cada vez mais frequentes, os canais mais dispersos e as plataformas e redes sociais passam a fazer parte constante do nosso dia-a-dia e de nossas interações.

Quem nunca ouviu falar em Indústria 4.0, Inteligência artificial, Internet of things (IoT), APIs, ou mesmo economia colaborativa? Todos estes conceitos irão mudar radicalmente as relações de trabalho, na forma como fazemos negócio ou mesmo vendemos nossos serviços. O software passa a fazer parte importante de nossas vidas, muitas vezes nos auxiliando a tomar decisões. Nesse contexto, novas tecnologias que agilizem os processos, simplifiquem as relações de troca, ofereçam transparência e produzam automação extrema são fundamentais para promover a “digitalização” dos negócios e permitir a criação de novos modelos disruptivos. Junto com a inteligência artificial e a IoT, o Blockchain tem o potencial de acelerar a convergência destas novas tecnologias e hypes de indústria, ao simplificar o processo de transformação e encurtar o caminho para o digital.

E eis que a tecnologia de Blockchain emerge em um momento interessante,  com o potencial de transformar muitas indústrias tradicionais que baseiam-se em relações de parcerias, verificação de identidade, segurança de transações e confiança mútua.  Um banco, por exemplo, pode aplicar esta tecnologia para automatizar pagamentos, reduzir custos de resolução de conflitos e disputas entre partes, melhorar controles internos e oferecer novos serviços em canais não tradicionais como redes sociais. Por quê não pensar, por exemplo, no uso desta tecnologia para oferecer produtos de crédito através de um Chatbot, no seu aplicativo de mensagens?

Uma seguradora, como exemplo, poderia lançar novos produtos de seguros mais dinâmicos baseados no perfil do cliente, comportamento e análise de risco online. Permitiria, por exemplo, automatizar produtos inteligentes de seguros, de modo que o cliente seja rapidamente ressarcido financeiramente, na ocorrência de um sinistro, sem que tenha que passar por um processo demorado de auditoria e investigação. Novos contratos inteligentes, ou Smart Contracts,  tendem a ganhar força nos próximos anos permitindo a comercialização de novos produtos, mais flexíveis, representados através de regras e códigos de programação, oferecendo o máximo de simplicidade e automação. O que representa isso para a seguradora? total flexibilidade para a empresa que pretende tornar-se digital. Nosso próprio governo poderia pensar e fomentar o uso desta tecnologia para oferecer melhores serviços para a população, agilizar processos, reduzir o uso de papel para realizar simples transações e, como consequência, poderíamos reduzir a burocracia, risco de fraudes e melhorar a transparência do estado para com a população.

Muitos irão dizer: esta é uma tecnologia nova, de baixa maturidade e muita experimentação ainda está sendo feita. É verdade. Mas, se eu fosse você, eu não esperaria para ver o que vai acontecer. Hoje, com todo o poder da Cloud e o fácil e rápido acesso aos serviços digitais as novidades podem surgir a qualquer momento e ganhar escala muito rápido.

Uma aposta para 2017? Se eu fosse fazer uma aposta de tecnologia para este ano, eu diria: será o ano que o Blockchain ganha escala.

Para quem ainda não conhece a tecnologia e quer se aprofundar mais à respeito segue abaixo algumas dicas e links:

Apresentação sobre os conceitos de Blockchain

O que são Smart Contracts?

Conheça todo o poder do IoT e Analytics, junto com o Blockchain (O potencial das tecnologias combinadas é imenso!)

Explore o Blockchain, através de uma implementação real, na plataforma Cloud IBM Bluemix (serviço trial)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *